VOLTAR
Linguística Forense

Linguística Forense

Local

Ribeirão Preto - SP

Horário

Sexta-feira: 18 às 23h e Sábado: 8 às 18h
(1 final de semana por mês)

Duração


24 Meses

Investimento

25x de R$ 655,00**

 

O Curso

Curso de Pós-Graduação "Lato Sensu" em Linguística Forense

CERTIFICAÇÃO: Curso reconhecido pelo MEC com dupla certificação (acadêmica e profissional).

INÍCIO DAS AULAS:

Ribeirão Preto - SP: 10/03/2017
Sede do IPEBJ - Av. Senador César Vergueiro, 505

 

APRESENTAÇÃO

A linguística forense é a área da linguística que se dedica ao estudo da linguagem na esfera forense.

Único curso no Brasil, aborda os temas relacionados à atividade pericial envolvendo evidências linguísticas, e conta com professores com formação específica, experiência e atuação prática na área.

Mercado de Trabalho:
Tribunal de Justiça: atuação como perito do juízo nas varas de família, cível, trabalhista, empresarial e criminal além de trabalhar como tradutores públicos e intérpretes comerciais, juramentados; Instituições Policiais: orientação, treinamento e capacitação de investigadores e negociadores. Análise de depoimentos e exames periciais que instruam inquéritos; Ministério Público: assessoria à Promotoria de Justiça; Profissional autônomo: atuação como assistente técnico em lides judiciais.

O Linguista Forense tem uma atuação diretamente pericial nas áreas de fonética forense (identificação de falantes); análise de conteúdo de sentenças e textos questionados nos tribunais, como rótulos, bulas de remédio e advertências; tradução forense; perfilamento linguístico de suspeitos em caso de investigações criminais e etc. Podendo atuar nas esferas cível, criminal, trabalhista, família. Os Tribunais de Justiça têm um quadro de peritos cadastrados. Peritos são solicitados como assistentes técnicos por escritórios de advocacia particulares, bem como pelo Ministério Público.  

Objetivo

GERAL

Proporcionar conhecimento dos aspectos legais envolvidos na prática forense e aprofundamento nos conhecimentos específicos necessários, informando e promovendo reflexões sobre a Linguística Forense, enquanto área de atuação, a fim de possibilitar a capacitação e qualificação de profissionais para atuação em casos envolvendo evidências linguísticas.


ESPECÍFICOS

Apresentar o campo da Linguística Forense nos aspectos históricos, teóricos e técnicos e as áreas de atuação;
Sistematizar e disseminar conhecimentos no campo do saber jurídico em interação com o campo do saber da linguística;
Discutir a interface da linguística com os Sistemas de Justiça;
Capacitar o indivíduo para o exercício profissional nos tribunais, e nos diversos espaços de interação com os contextos da Lei;
Refletir criticamente e de forma ética sobre a atuação diante das demandas jurídicas;
Discutir e operacionalizar a interdisciplinaridade;
Possibilitar uma visão crítica sobre o tema com implicações transformadoras, bem como a sensibilização para a necessidade de atualização constante nos diversos temas que envolvem esse tipo de trabalho.

Público Alvo

Profissionais de nível superior nas áreas de Letras, Linguística, Fonoaudiologia, Peritos Criminais, Direito e profissionais de áreas afins. Tradutores Públicos e Intérpretes Comerciais, Juramentados.

Informações Adicionais

*O IPEBJ reserva-se no direito de não iniciar a turma caso o número mínimo de alunos não seja atingido. Neste caso, o valor da primeira parcela paga será devolvido integralmente. 

Etapas do Processo Seletivo:
- Preenchimento da solicitação de matrícula e envio do currículo pelo aluno
- Avaliação das informações do aluno pela instituição
- Entrevista pessoal, caso seja solicitada pela coordenação
- Feedback de aprovação ou reprovação enviado para o email do aluno
- Após confirmação de aprovação, o aluno deverá efetuar o pagamento do boleto bancário já gerado.


Após a conclusão dessa etapa, enviar pessoalmente ou via correio:
Relação de Documentos Obrigatórios:
Requerimento de matrícula preenchido e assinado. (Clique aqui para fazer o download do requimento).
Documento comprobatório de associação do aluno à Instituição conveniada, para concessão de desconto no Curso
Duas cópias autenticadas de:
Diploma de Graduação, devidamente registrado, obtido em curso superior reconhecido pelo Ministério da Educação, ou Certificado de Conclusão de Curso.

Duas cópias simples de:
Certidão de nascimento ou de casamento
CPF - Cartão de Inscrição na Receita Federal
RG - Cédula de Identidade ou Registro Nacional de Estrangeiro
Carteira de Reservista
Título de Eleitor
Comprovante de Residência
*Obs: Carteira de habilitação e carteira de registro profissional não serão aceitos como RG e CPF
02 fotos 3x4 recentes e coloridas

3 (três) vias do Contrato de Prestação de Serviços Educacionais (disponibilizado na Área Restrita)

Caso aprovado no processo seletivo, o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais será disponibilizado na Área Restrita, no prazo de até 3 (três) dias úteis, que deverá ser assinado e rubricado em 3 (três) vias, e devolvido ao IPEBJ via correio, dentro de período estabelecido para as matrículas. No primeiro dia de aula, o aluno receberá sua via do contrato. A entrega dos documentos pessoais e do Contrato de Prestação de Serviços Educacionais são obrigatórios para confirmação da matrícula.

 

Programa

Duração: 24 meses
Aulas: 01 encontro presencial por mês (Sexta: 18h às 23h / Sábado: 8h às 18h)
Carga Horária Presencial: 360h
TCC: 40h
Estágio Supervisionado: 120h
Total: 520 h
 
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

A linguagem como Evidência: Introdução à Linguística Forense
Noções de Direito para atuação pericial. A Perícia, o Perito e o Assistente técnico 
Análise de Autoria; O Crime de Plágio
Violência e Linguagem: discurso de ódio nos tribunais
Linguística Forense Computacional 
Multilinguismo na Legislação e no Processo Penal
Análise de Conteúdo 1: blogs, facebook, twiter, sites.
Análise de Conteúdo 2: advertências de produtos em rótulos
Análise do Discurso 1: pressupostos teóricos
Análise do Discurso 2: produção de sentidos e linguagem codificada
Áudio Forense: tratamento e programas especializados
Acústica Forense: introdução
Fonética Forense: PRAAT
Identificação de Falantes
Tradução Forense
Transcrição e Textualização Forense: teoria e prática
A linguagem e a Lei 
Análise do Comportamento Comunicativo em Depoimentos
Análise do Perfil Comunicativo em Interceptações Telefônicas
O Papel da Linguagem em Situações de Crise, Mediação de Conflitos, Sequestros e Negociações de Tomada de Reféns
Entrevistas em Delegacias 
Andamento Processual e Documentos Forenses: elaboração de laudos, pareceres e petições. Resposta à quesitação
Metodologia da Pesquisa Científica
Prática Forense: análise de casos reais

 

Investimento

25x de R$ 655,00

Descontos

Desconto por indicação: 5% a cada indicação que se matricular em qualquer curso de pós-graduação lato sensu.

Desconto para ex-aluno de pós-graduação do IPEBJ: 15%.

Descontos através de convênios. Clique aqui.

 

Coordenadores

Mônica Azzariti

Fonoaudióloga com título de Especialista em voz concedido pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia. Pós graduada em Linguística. Pós graduada em Segurança Pública. Mestrado em Análise do Discurso. Perita cadastrada no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Instrutora do BOPE - Unidade de Intervenção Tática - GNA (Grupo de Negociação e Análise). Instrutora da Coordenadoria de Polícia Pacificadora. Coordenadora e docente do IPEBJ. Membro e Pesquisadora FSI Brasil. Membro especialista do American College of Forensic Examiners Institute. Atuante na área de segurança pública desde 2005.

Tânia Mara Volpe Miele

Especialização em Bioéitca pela Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil. Bacharel em Ciências Biológicas Modalidade Médica pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras Barão de Mauá (1980) com habilitação em Patologia Clínica e Análises Clínicas; Possui graduação em Direito pela Universidade de Ribeirão Preto, SP (1997) com habilitação em Direito Privado; Especialista em Direito Médico, odontológico e da Saúde; Especialista em Ciências Forenses; Pós graduanda em Criminologia e Pós graduanda em Criminal Profiling; Sócia fundadora e diretora do IPEBJ - Instituto Paulista de Estudos Bioéticos e Jurídicos, editor responsável pela revista científica eletrônica Brazilian Journal of Forensic Sciences, Medical Law and Bioethics; Coordenadora Geral dos projetos de extensão e pós-graduação do IPEBJ Educacional; Idealizadora e coordenadora do FSI Brasil - Forensic Science Investigation - Unidade Privada de Estudo, Pesquisa e Extensão Investigativa na área Forense; Coordenadora da Comissão de Perícias Forenses da OAB/SP - Subsecção de Ribeirão Preto; Coordenadora da Comissão de Bioética, Biodireito e Biotecnologia da OAB/SP Subsecção de Ribeirão Preto; Ex-coordenadora da Comissão de Direito Médico e da Saúde da OAB/SP - Subsecção de Ribeirão Preto; Membro do Comitê de Ética em Pesquisa do Centro de Saúde Escola da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo FMRP-USP; Coordenadora da Comissão Jurídica da SBIOMAC - Sociedade Biomédica de Acupuntura; Pesquisadora do Grupo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem, Saúde Global, Direito e Desenvolvimento GEPESADES/USP. Membro da World Association for Medical Law; Membro da Sociedade Brasileira de Bioética; Membro do IBCCRIM - Instituto Brasileiro de Ciências Criminais.

Docentes

Bruna Batista Abreu

Carmen Rosa Caldas-Coulthard

Possui graduação em Lingua e Literatura Estrangeiras - Inglês pela Universidade Federal de Santa Catarina (1968), mestrado em Letras (Inglês e Literatura Correspondente) pela Universidade Federal de Santa Catarina (1976) e pela Universidade de Manchester, UK, 1976. Doutora em Lingua Inglesa - Análise do Discurso - University of Birmingham (1988) e pós-doutora, University of Strathclyde, Escócia, 1991 e Birmingham, UK, 1992. Foi Professora Senior do Centre for English Language Research, Department of English, - The University of Birmingham de 1996 até 2012. Continua como Senior Research Fellow do mesmo Departmento e atualmente está lotada no Programa de Pós-Graduação de Ingles: Estudos Linguísticos e Literários (PGI) e no Programa de Pós-Graduação de Estudos da Tradução do Departamento de Lingua e Literatura Correspondente da UFSC. Atua nas áreas de Linguística Aplicada, Análise Critica do Discurso, Estudos de Gênero, Semiótica Social, Estudos da Tradução e Multimodalidade. Participa do Grupo de Pesquisa em Linguística Forense do Núcleo de Pesquisa em Discurso (NUP) da UFSC. A partir de 2014, é Editora do Periódico Internacional Gender and Language, da Internacional Association of Gender and Language. Este periódico é publicado pela Editora Inglesa Equinox.

Caroline Hagemeyer

Dayane Celestino

Emanuele Seicenti de Brito

  Bacharel em Direito graduada pelo Centro Universitário Toledo de Araçatuba. Mestre e Doutora em Ciências pela Escola de Enfermagem de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo/Centro Colaborador da OMS para o desenvolvimento da pesquisa em enfermagem, período sanduíche na Universidade de Surrey (School of Law). Linha de pesquisa: Promoção de Saúde Mental/Estudos sobre a conduta, a ética e a produção do saber em saúde/Proteção Internacional dos Direitos Humanos/Direito à Saúde. Membro do Grupo de Estudos e Pesquisas em Enfermagem, Saúde Global, Direito e Desenvolvimento.

Jael Sânera Sigales Gonçalves

Luciane Reiter Frohlich

Doutora em Estudos da Tradução pela PGET/UFSC (2014), sob orientação do Prof. Dr. Malcolm Coulthard, e mestre em Linguística pela PGL/UFSC (2004). Trabalha como linguista forense, na área da Linguagem e Direito, e como perita ad hoc em interpretações e traduções forenses na área de alemão, com vasta experiência em tradução juramentada, com mais de 3000 traduções realizadas. É pesquisadora associada do grupo de pesquisa em Linguística Forense da UFSC, com pesquisa voltada à redação jurídica, simplificação linguística (Plain Language) e formação de tradutores forenses. É membro da diretoria da Associação de Linguagem & Direito (ALIDI), membro da International Association of Forensic Linguists (IAFL) e da International Association for Translation and Intercultural Studies (IATIS). Membro do corpo editorial da revista bilíngue "Language and Law - Linguagem e Direito" - Universidade do Porto/UFSC.

Major Renata Vieira

Perita cadastrada no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro;  Major fonoaudióloga do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro;  Chefe do setor de Fonoaudiologia da Terceira Policlínica do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro; Especialização em Voz – CEFAC; Mestre em Lingüística – UERJ; Doutoranda em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem – PUC-SP.

Malcolm Coulthard

Professor Emérito na Aston University/UK, possui doutorado em Sociolinguistica - University of Birmingham (1970). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Discurso e Linguistica Forense. É professor visitante no Programa de Pós-graduação em Inglês da UFSC, atuando também no Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução (PGET). Sua área de pesquisa principal é atribuição de autoria. Trabalha como perito em Linguística Forense, com reconhecido trabalho em várias partes do mundo (Inglaterrra, Alemanha, Irlanda do Norte, Escócia, Hong Kong),  tendo sido nomeado para atuar em mais de 200 casos. Faz parte do Grupo de Pesquisa Linguística Forense da UFSC. Publicação recente: The Routledge Handbook of Forensic Linguistics. 

Miguel Oliveira

Mônica Azzariti

Fonoaudióloga com título de Especialista em voz concedido pelo Conselho Federal de Fonoaudiologia. Pós graduada em Linguística. Pós graduada em Segurança Pública. Mestrado em Análise do Discurso. Perita cadastrada no Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro. Instrutora do BOPE - Unidade de Intervenção Tática - GNA (Grupo de Negociação e Análise). Instrutora da Coordenadoria de Polícia Pacificadora. Coordenadora e docente do IPEBJ. Membro e Pesquisadora FSI Brasil. Membro especialista do American College of Forensic Examiners Institute. Atuante na área de segurança pública desde 2005.

Paulo Cortes Gago

Graduado em Letras pela Universidade Federal Fluminense, Licenciatura em Português/Alemão (1993), mestre em Linguística Aplicada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1997), doutor em Letras pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2002) e pós-doutor em Ciências Sociais pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Atualmente é Professor Associado da Universidade Federal de Juiz de Fora do Programa de Pós-Graduação de Linguística, desenvolvendo pesquisa na área de Linguagem e Interação. Nos últimos anos tem investigado a relação entre o Discurso e as Profissões em contextos institucionais, com ênfase especial na intervenção de terceiras partes em situações de conflito em cenários institucionais, como PROCON e Vara de Família. Na graduação, leciona nas áreas de Linguística e Língua Portuguesa. Foi editor da Revista Veredas de Estudos Linguísticos entre 2003 e 2009, com participação externa em comissões editoriais de outras revistas da área. No período de 2006 a 2009 foi Professor Adjunto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Atualmente, é coordenador do comitê de ética em pesquisa em seres humanos da UFJF.

Rui Manuel Sousa Silva

Possui doutorado em Lingüística Forense - Aston University (2013). Tem experiência na área de Lingüística, com ênfase em Lingüística Aplicada. Participa do Grupo de Pesquisa em Linguística Forense.

Sabrina Silveira de Souza Jorge

Virgínia Colares Soares Figueirêdo Alves

Virgínia Colares possui mestrado (1992) e doutorado (1999) em Linguística pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). Atualmente, é professora, adjunta IV, da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), atuando na graduação e mestrado em Direito. É líder do Grupo de Pesquisa Linguagem e Direito (Plataforma Lattes). Integra a International Language and Law Association (ILLA). É participante do Grupo de Pesquisa em Linguística Forense da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Linguística Aplicada ao Direito, atua na linha de pesquisa da Análise Crítica do Discurso Jurídico. Ministra disciplinas relativas à linguagem jurídica em diversas escolas de magistratura no país. Atua, como docente, no 1º Programa de Residência Judicial do Brasil, promovido pela Escola de Magistratura do Rio Grande do Norte em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

Palestrantes Convidados

Nenhum palestrante relacionado

 

Você tem interesse em realizar este curso futuramente? Faça seu cadastro.

Dados Pessoais

Endereço Residencial

Dados Acadêmicos

Sim Não





Sim Não



 

. Matrículas encerradas. Caso tenha interesse em se matricular neste curso para ingresso imediato, entre em contato pelo telefone +55 16 3043.5638 ou pelo e-mail ipebj@ipebj.com.br

FSI Brasil - Forensic Sciences Investigation: Primeira Unidade Privada de Estudo, Pesquisa e Extensão Investigativa com atuação na grande Área Forense no Brasil. Oferecendo os serviços de Pesquisa, Assistência Técnica (Perícia), Consultoria e Treinamentos, o FSI Brasil conta com laboratórios multidisciplinares em Ciências Forenses, Ciências Sociais Aplicada e Ciências Comportamentais

- Saiba Mais

Brazilian Journal Of Forensic Sciences, Medical Law and Bioethics: O Brazilian Journal of Forensic Sciences - BJFS, única revista na América Latina com essa abrangência, tem como objetivo divulgar e valorizar a produção científica em ciências forenses , direito médico, odontológico e da saúde e bioética, expondo as novas tecnologias e metodologias empregadas em diversas situações, incentivando a interação multidisciplinar no campo dessas ciências.

- Saiba Mais