Determinação De Etanol E Metanol Em Sangue Por Headspace / Gc-Fid Nos Casos Atendidos Pelo Centro De Controle De Intoxicações De São Paulo

Authors

  • Sarah Carobini Werner de Souza Eller Franco de Oliveira
  • Alexandre D. Zucoloto
  • Carolina D. R. de Oliveira
  • Edna M. M. Hernandez
  • Ligia V. G. Fruchtengarten
  • Mauricio Yonamine

DOI:

https://doi.org/10.17063/bjfs6(1)y201661

Keywords:

Emergency toxicological analysis, Análises toxicológicas de emergência, Ethanol, Etanol, Blood, Sangue, HS/GC-FI, GC-FID

Abstract

Para o adequado diagnóstico e tratamento no pronto-socorro, muitas vezes é necessário saber se a condição de um paciente pode ser elucidada pela intoxicação com algum agente tóxico. Assim, a análise toxicológica é normalmente conduzida quando o paciente apresenta-se sintomático, com histórico de ingestão de determinada substância ou quando a equipe médica necessitar de diagnóstico diferencial. Geralmente, o sangue representa a matriz de escolha para essas análises, pois os efeitos farmacológicos e tóxicos podem ser, na maioria das vezes, correlacionados com a concentração do analito no organismo. O objetivo deste estudo foi a determinação de etanol e metanol em amostras provenientes de pacientes atendidos pelo Centro de Controle de Intoxicações da cidade de São Paulo. Do total de amostras analisadas (n = 151), 31 apresentaram resultados positivos para etanol, sendo 25 com a alcoolemia superior a 0,5 g.L-1. Nesse estudo foi aplicado um método para determinação de álcoois em sangue e conclui-se que a técnica de preparo de amostra utilizada é relativamente barata, fácil e rápida, o que reitera a aplicabilidade do método nas análises toxicológicas de emergência.

Published

2016-10-11

How to Cite

Sarah Carobini Werner de Souza Eller Franco de Oliveira, Alexandre D. Zucoloto, Carolina D. R. de Oliveira, Edna M. M. Hernandez, Ligia V. G. Fruchtengarten, & Mauricio Yonamine. (2016). Determinação De Etanol E Metanol Em Sangue Por Headspace / Gc-Fid Nos Casos Atendidos Pelo Centro De Controle De Intoxicações De São Paulo. Brazilian Journal of Forensic Sciences, Medical Law and Bioethics, 6(1), 61–71. https://doi.org/10.17063/bjfs6(1)y201661

Issue

Section

Original Article