Percepção Bioética dos Enfermeiros na Administração e/ou Orientação do Uso do Contraceptivo de Emergência

Authors

  • Anna Paula Rodrigues de Oliveira
  • Lígia Moura Burci

DOI:

https://doi.org/10.17063/bjfs8(3)y2019165

Keywords:

Contraceptive agents, Anticoncepcionais, Nursing, Enfermagem, Bioethics, Bioética, Code of ethics, Código de ética

Abstract

A contracepção de emergência é envolta de polêmicas e ligada a assuntos como o aborto, planejamento familiar e gravidez na adolescência. A percepção do enfermeiro na administração e/ou orientação do contraceptivo de emergência é motivada pela ética profissional e a sua moralidade individual. O objetivo deste trabalho é conhecer mediante relatos a percepção bioética do enfermeiro frente aos dilemas da contracepção de emergência. Foi realizada uma pesquisa exploratória, qualitativa de relato de caso com 10 enfermeiros das unidades de saúde na cidade de Curitiba, por meio de gravação de áudio de um questionário semiestruturado no período de abril e maio de 2017. Concluiu-se que os enfermeiros das unidades colocam a ética profissional á frente da sua moral, trazendo assim para as usuárias eficiência e eficácia no atendimento, que por sua vez deve ser feito o mais breve possível.

Published

2019-06-28

How to Cite

Anna Paula Rodrigues de Oliveira, & Lígia Moura Burci. (2019). Percepção Bioética dos Enfermeiros na Administração e/ou Orientação do Uso do Contraceptivo de Emergência. Brazilian Journal of Forensic Sciences, Medical Law and Bioethics, 8(3), 165–177. https://doi.org/10.17063/bjfs8(3)y2019165

Issue

Section

Short Communication