Homicídios e Acidentes de Crianças e Adolescentes: Análise de 2.462 Necropsias Médico-Legais

Authors

  • Leonardo Santos Bordoni
  • Ana Clara Loureiro Gomes Marçoni
  • Ana Paula Ribeiro Reis
  • Camila Miguel Vieira
  • Laura Moraes da Silva
  • Mariana Rodrigues Tolentino
  • Tiago Ribeiro Ferreira
  • Polyanna Helena Coelho Bordoni

DOI:

https://doi.org/10.17063/bjfs8(2)y201980

Keywords:

Autopsy, Autopsia, Murder, Homicídio, Accident, Acidente, Children, Crianças, Teenagers, Adolescentes

Abstract

Mortes de crianças e adolescentes (CA) por causas externas são um importante problema mundial de saúde pública. Para uma melhor compreensão epidemiológica destes óbitos este estudo analisou laudos necroscópicos forenses de CA vítimas alegadas de acidentes e homicídios no período de 2006 a 2012 periciadas no Instituto Médico Legal de Belo Horizonte. Os homicídios compreenderam 65% dos 2.462 laudos de menores de 18 anos estudados. O trauma penetrante (“tiros” e “facadas”) foi mais prevalente nos homicídios (93%) enquanto o não penetrante prevaleceu nos acidentes (99%) (p<0,05). As vítimas de “tiros” foram mais frequentes que as de ”facadas” e foi observada média de 4,8 lesões de entradas de projéteis por autopsia naquelas. Os acidentes mais comuns foram os de trânsito e os afogamentos. O final de semana foi o período com o maior número de necropsias tanto de homicídios como de acidentes e a faixa etária de 12 a 17 anos concentrou o maior número de casos. A idade média foi de 10,6 anos nos acidentes e de 15,5 nos assassinados (p<0,05). A maior proporção de óbitos por homicídio foi na faixa de 15 a 17 anos e a maior proporção de acidentes entre 6 e 8. A proporção de homens e de pardos foi significativamente maior nos assassinados. Também houve proporção maior de alcoolemia e toxicológicos positivos nas vítimas de homicídio (p<0,05). Estes dados confirmam o elevado número de óbitos de CA por homicídios e acidentes em nosso meio e contribuem, ao delinear um perfil epidemiológico, para o direcionamento de medidas de intervenção e prevenção.

Published

2019-03-15

How to Cite

Leonardo Santos Bordoni, Ana Clara Loureiro Gomes Marçoni, Ana Paula Ribeiro Reis, Camila Miguel Vieira, Laura Moraes da Silva, Mariana Rodrigues Tolentino, Tiago Ribeiro Ferreira, & Polyanna Helena Coelho Bordoni. (2019). Homicídios e Acidentes de Crianças e Adolescentes: Análise de 2.462 Necropsias Médico-Legais. Brazilian Journal of Forensic Sciences, Medical Law and Bioethics, 8(2), 80–95. https://doi.org/10.17063/bjfs8(2)y201980

Issue

Section

Original Article